Rss

  • youtube
  • linkedin
  • google

Archives for : Cotidiano

Usando o Notepad++ para remover acentos

Hoje quero compartilhar uma dica para facilitar a substituição de caracteres acentuados usando apenas Notepad++ e seu HTML Tag Plugin.

Let’;fazer!

Em primeiro lugar, Temos de ter HTML Tag Plugin instalado. Se você já tem, Pule para a etapa 4.

  1. Abra Notepad++ e procure por Plugins no Menu principal.
    Item de Menu de Plugins do bloco de notas
  1. Se HTML Tag está ausente, Abra Plugin Manager->Show Plugin Manager e encontre HTML Tag Plugin na lista.
    Plugin de Tag HTML no Notepad + + Plugin Manager
  2. Selecione os Plugins desejados e aperte o botão instalar. Notepadd++ será reiniciado para concluir a instalação.
    Agora nós podemos traduzir caracteres especiais para suas entidades HTML. Precisamos fazê-lo primeiro para remover acentos do nosso texto.
  3. Coloque seu texto sobre a janela e faça Selecionar Tudo com Ctrl + A ou Edit ->; Selecionar Tudo no Menu Principal.
  4. Abra Plugins->HTML Tag->Encode Entities no Menu Principal ou CTRL + E.
    Agora, todos os caracteres especiais estarão em entidades html.
    Notepad + + com caracteres especiais, codificados em HTML
  5. Abra o Formulário Substituir (CTRL + H ou Search->;Substituir) e preencha o campo Localizar com
    &([a-zA-Z])(:?grave|acute|circ|uml|aring|cedil|slash|tilde); e o campo Substituir por com $1
    Selecione Expressão regular em Modo de busca e clique no botão Substituir todos ..
    Forma de substituir o notepad + +
    O texto será substituído com caracteres sem acentos, Mas todos os outros caracteres especiais em entidades HTML.
    Texto de notepad + + HTML substituído
  6. Agora podemos retornar todos os outros caracteres para seus originais, mas é melhor usar seu texto em codifcação UTF-8. Vá para o Menu Encoding e altere a codificação do texto se não estiver em Utf-8. Você pode retornar para outra codificação após esta etapa.
    Para decodificar o HTML use CTRL + Shift + E ou Plugins->HTML Tag->Decode Entities.
    Conversão de texto notepad + + Final

Eu espero que isso ajude alguém.

 ;

Relembrando o passado…

Mexendo nos meus arquivos pessoais encontrei esta mensagem que escrevi logo após o término das eleições presidenciais de 2014. Não sei porque não estava publicada no meu blog pessoal, mas lembro de ter publicado no Facebook. Como quase não estou mais usando Facebook vou [re]publicar o texto na íntegra.

Principais Candidatos Eleições 2014

Principais Candidatos Eleições 2014

 

Acho engraçado que algumas pessoas usem o Facebook para tentar me convencer de alguma coisa subjetiva como se ela fosse bem mais esperta que os outros (e que eu, já que isso aqui “lemos” sozinho e não em grupo) e não aceitam discordâncias. Alguns, após 2 ou 3 comentários contrários apelam para “ESSA CONTA DE FB é MINHA, POSTO O QUE EU QUISER”.
Será que nunca entenderam o que quer dizer “COPO MEIO CHEIO OU MEIO VAZIO?”
Tudo que é subjetivo costuma não ter escolha certa ou errada. Se uma coisa ou situação tem fatos comprobatórios, já não é mais subjetivo, é concreto e nesse caso é questão de aceitar ou não, como uma demissão que você não imaginava ou seu time que está bem, perder do lanterna. O que é subjetivo é alcançado a conclusão mediante experiência pessoal e estado de espírito.
Talvez porque eu “quase” nunca tente convencer ninguém de que estou certo e me abro a discussão para que argumente seu ponto de vista, fico indignado quando vejo intolerantes, preconceituosos, arrogantes e inflexíveis disseminando sua inteligência superior.
Antes de tentar convencer alguém com argumentos tirados de capas de revistas, títulos de artigos ou vídeos de usuários do facebook a qual a conta nunca é confirmada, dê-se trabalho ao menos de ler esses conteúdos sob um prisma crítico. As pessoas para quem você vai se dirigir podem ser aquelas que leem 20 livros por ano, diversos jornais nacionais e internacionais em português ou outro[s] idioma[s] e podem derrubar seus argumentos em poucos segundos se você não estiver embasado em algo concreto.
Estou escrevendo isso pensando nas mensagens sobre divisão do país divulgadas principalmente por paulistas. Quando vêem torcedores do Rio Grande do Sul cantarem o hino do RS sobre o hino nacional em algum evento acham absurdo. Pregam união, e repudiam as atitudes separatistas, mas quando uma grande parte do país não segue sua ideologia política a primeira coisa que começa a defender é algo que repudia nos outros.

Reprodução da postagem do deputado eleito Coronel Telhada (PSDB) que gerou polêmica

Reprodução da postagem do deputado eleito Coronel Telhada (PSDB) que gerou polêmica

Essa indignação seletiva paulista é nojenta, atrasada e maléfica.
Aconselho a você que se deu ao trabalho de ler até aqui e se irritou com minhas palavras a ler Vidas Secas, Grande Sertão Veredas e ouvir histórias do Suassuna. Vai se tornar uma pessoa bem melhor.

Até logo Neymar Jr.

Hoje é um dia triste para mim como torcedor do Santos Futebol Clube e apreciador de futebol como um todo. É o primeiro dia, depois de mais de 3 anos, em que não mais verei Neymar Jr. no estádio usando o uniforme do glorioso alvinegro praiano paulista.
Para você que torce para outro clube talvez não entenda os motivos pela qual a torcida está de luto, pois não me lembro de nenhum outro jogador chegar no status em que ele chegou como ídolo. Nem

Continue Reading >>

A sociedade brasileira tem o que ela merece

Na última terça-feira, 23 de abril, um dia depois do dia em que o Brasil comemorou 513 anos da chegada de Pedro Álvares Cabral, quando inventaram esse país, e nossa sociedade atual nasceu, aconteceu comigo um fato muito chato.

Fiz uma viagem de São Paulo a Santos por linha convencional, à noite e como estava bem cansado dormi praticamente a viagem inteira. No ônibus haviam muitos outros como eu, que voltavam de um dia de trabalho e só queriam o aconchego do lar.
Estava usando uma calça jeans dessa que tem elasticidade, modelo slim que é o que melhor me cai pela minha vasta magreza, e os bolsos são um tanto problemáticos para se manter uma carteira um tanto volumosa de tantos itens que tenho dentro.
Ao acordar percebi que faltava pouco para o ponto onde tenho que descer e então me abalei para pegar minha mochila no compartimento que fica acima das cabeças dos passageiros e fui para a porta. Desci, caminhei uns 20 metros, vi o ônibus sair para seguir seu caminho quando percebi que minha carteira

Continue Reading >>

Quando eu tinha 17…

Quando eu tinha 17 anos vivia sempre com a expectativa de como seria minha vida após completar 18 anos. Poder entrar no baile na balada sem medo de ser barrado, poder tirar carteira de habilitação, enfim, me tornar adulto.
E chegou o grande dia. Calhou de cair em um sábado. Acordei, tomei meu café com leite e comi um pão com manteiga (isso é chute, mas como fazia isso todo dia, não teria porque ser diferente). Não lembro o que fiz até umas 3 da tarde, mas

Continue Reading >>

Você tem uma vaquinha?

Um dia eu estava na seção Santos da antiga Eletropaulo (hoje CPFL), na Av. Rangel Pestana e em uma das paredes havia um cartaz com um texto que achei muito bom e que compartilho com vocês.

Um velho sábio e um jovem discípulo peregrinavam pelo interior de seu país quando se depararam com um pequeno sítio. O Sítio estava em más condições de conservação, o mato estava alto, a cerca caindo aos pedaços, as portas de madeira apodrecendo. Do lado de fora havia uma vaca leiteira próximo a um barranco. Parecia ser o único animal do sítio.
O velho então decidiu fazer uma visita. Bateu à porta e um moço magrelo e maltrapilho atendeu a porta. O velho então perguntou como andavam as coisas por aqueles lados a que o moço respondeu que as coisas estavam muito ruins e difíceis, que na casa viviam 6 pessoas: Um casal de idosos, que estavam com problemas de saúde, ele com a esposa e mais duas crianças mal vestidas e aparentemente mal nutridas.
O velho sábio perguntou como eles faziam para se sustentar enquanto o jovem díscipulo escutava tudo atentamente.
O moço respondeu que eles tinham uma vaquinha leiteira que eles tiravam leite. Uma parte do leite eles reservavam para uso próprio e a outra eles vendiam no mercado e com o dinheiro obtido compravam mantimentos.
O velho sábio se despediu desejando boas coisas a todos.
Quando já estavam saindo do sítio ele se dirigiu a seu díscipulo e ordenou que empurrasse a vaca no barranco abaixo.
O Jovem ficou estupefato com tal ordem e questinou porque ele queria fazer aquilo.
‘Esta vaca é o único sustento desta família e o senhor quer que eu a empurre no barranco? Assim ela vai morrer e provavelmente esta família vá sofrer muito’, disse ele.
O sábio apenas respondeu que confiasse nele.
O Jovem então mesmo contrariado fez o que lhe foi ordenado e assim a vaca morreu e eles foram embora.
Meses depois eles retornaram ao local e quase não reconheceram o lugar. O mato estava cortado, a cerca toda arrumada, a casa toda pintada. Haviam mais contruções ao redor para criação de aves e porcos e até uma horta que estava muito bem cuidada.
O jovem bateu a porta e o mesmo moço de antes atendeu a porta, mas agora estava com uma aparência muito melhor. As crianças brincavam com brinquedos e livros, a esposa cuidava do almoço e os velhos pareciam mais saudáveis.
Então perguntaram a ele o que havia ocorrido a que ele respondeu:
‘Tinhamos uma vaquinha que nos dava o sustento, mas ela caiu no barranco e morreu. Como não tinhamos do que nos sustentar fui procurar trabalho. Depois fomos consertando o sítio e resolvemos criar outros animais para ajudar na renda. Agora todos nós trabalhamos no sítio, cuidando dos animais, da horta e as crianças estão na escola.’

Havia ao final do texto um “MORAL DA HISTÓRIA” nos questionando se na nossa vida não tinhamos a nossa vaquinha que nos impedia de se esforçar mais para progredir.
Eu já tive a minha vaquinha, já me sustentei somente dela. Felizmente não esperei que ela morresse para procurar melhorar.
E você? Tem sua vaquinha?