Rss

  • youtube
  • linkedin
  • google

Archives for : Desenvolvimento

Renomeando arquivos usando lista de 0 a Z

Hoje eu estava programando alguns scripts e encontrei um pequeno problema de usar um padrão definido.

O padrão é criar arquivos onde a sequência inicia em 0 (zero) e não pode ser repetido até Z.

Exemplo de:

myfile0.ext, myfile1.ext, myfile2.ext, (...), myfile9.ext, myfileA.ext, myfileB.txt, (...), myfileZ.txt

Bem, Isto não é um grande problema, então eu uso esse código.

Mas $Seq Não deu o valor esperado de 0 (zero) na primeira execução. Em vez disso, estava em branco.

As variáveis de depuração, Eu vi que o while Nunca é avaliada como true. A tentativa de reproduzir na linha de comando que vi in_array($Seq, $PDCs); sempre retornar true. Eu tentei usar “”, “R” e não importa qual o valor que eu usei, ainda retornando true.

Então eu mudar para usar STRICT argumento para in_array to true and works for ‘;A’; through ‘;Z’;, but not for ‘;0; through ‘;9;.

Damn…; PHP é certo, ;0; Não é estritamente iguais para 0. O Chr função de retorno string e o campo gama('0', '9') Cria um array com integer valores.

Então, Eu mudei a abordagem para avaliar todos os valores com STRICT, Porque eu gostaria de criar um código limpo sem nenhuma outras funções para ser usado.

This is the final code that I’;usando o m:

Como você pode ver, Eu mudei o $seqs initial values from ‘;0; para seu ASCII código e voltar ao seu valor que me deu um array com todos os valores em string tipo.

Até mais!

Erro em Comparação PHP

Hoje, Eu estava escrevendo um script em PHP para ser usado na linha de comando, quando me deparei com um comportamento inesperado (pelo menos da minha parte).
O script deve receber três argumentos, o último de uma lista que contém um ou mais códigos numéricos.
Tentando validar este último argumento obtive um resultado diferente do esperado.
Veja o trecho de código que eu estava usando.:

Continue lendo >>

jQuery.html() não funciona em Internet Explorer

Recentemente tive problemas com um código javascript que utiliza jQuery e que funcionava em diversos navegadores como o Chrome, o Firefox e algumas versões do Internet Explorer, mas que teimava em não funcionar em Internet Explorer 7 e 8.
Segue o código:

Após alguns testes percebi que não era um problema do método, pois em outros códigos ele se comportava como o esperado.
Então debugando minuciosamente o código e as respostas do método Ajax percebi um pequeno erro de sintaxe no HTML e foi só o corrigir que o IE 7 exibiu corretamente a resposta.
Segue então a dica, caso tenha problemas com o método jQuery.html(), verifique antes de tudo se o conteúdo a ser escrito no elemento é um código html sem erros, pois a validação do IE 7/8 não permitirá escrever HTML com nenhum erro, por menor que seja.

Instalando Redmine em Nginx no Centos 6.X

Neste artigo eu vou mostrar como configurei o Redmine versão 2.5.2 (2014-07-06) em um servidor Web Nginx.

O Redmine é uma aplicação web para gestão de projetos. Eu o conheci há algum tempo atrás em uma das empresas por onde passei e é uma excelente alternativa gratuita para quem precisa gerir projetos, sejam eles de desenvolvimento ou não.

O Nginx é um servidor Web que vem ganhando muito espaço nos últimos anos devido a sua performance para grandes quantidades de requisição.

Continue Reading >>

Convertendo xor, shr e shl de Delphi para PHP

Estou migrando um software feito em Delphi para PHP e me deparei com um problema em uma maldita bendita função de criptografia.

Sofri um bocado tentando reescrever a função não pela complexidade do código e sim com as diferenças nos resultados.

A função faz uso dos operadores XOR e SHR na versão Delphi. O SHR foi relativamente fácil graças a experiência com operadores bit a bit e como a documentação do Delphi diz que o operador retira bits à direita

Continue Reading >>

Como diminuir o tamanho de discos virtuais VMDK – parte 3

Se desejar ler a parte 1 deste tutorial, clique aqui.
Se desejar ler a parte 2 deste tutorial, clique aqui.

No item anterior fizemos uma clonagem de um disco com uma única partição. Nas próximas linhas vou mostrar como clonei um disco com uma única partição primária e uma lógica para duas partições primárias e uma lógica com um ponto de montagem para o swap que originalmente estava em um arquivo.

NOTA: Utilizei como fonte esse site, para resolver problemas com a inicialização do novo disco. Faça como eu, sempre cite suas fontes.

Usando como base as informações da parte 1 deste tutorial, adicionaremos um novo disco à máquina virtual.

Continue Reading >>

Como diminuir o tamanho de discos virtuais VMDK – parte 2

Se ainda não leu a parte 1, pode acessar ela por aqui.

Continuando o tutorial, iremos agora iniciar a clonagem dos discos. A primeira parte da clonagem é de um disco que não contem o sistema operacional. Se quiser ir direto para a clonagem com o sistema inicializável, pode pular esta parte e ir direto para a parte 3.

Hora de iniciar a clonagem. Iniciamos a máquina virtual no modo terminal (para caso tenha ambiente gráfico) e logamos como root ou nos tornamos root com o comando su – para que seja possível executar as instruções de particionamento, formatação e clonagem, respectivamente sem necessidade de sudo a todo comando.

No terminal digite fdisk -l para que sejam listados os discos e as partições:

Repare que nossos discos aparecem como sendo /dev/sda, /dev/sdb, /dev/sdc (marquei em vermelho para ficar mais visível) e ao lado o seu tamanho. Essa ordem a, b, c é a ordem de conexão na porta IDE. Como nosso disco foi incluído em Secundário Slave e o Primário Slave está o CDROM (vide imagem na parte 1) ele é o terceiro disco do sistema, ou seja, o /dev/sdc.
Iremos a partir de agora particionar e formatar a unidade. Digite o comando fdisk /dev/sdc.

Continue Reading >>

Como diminuir o tamanho de discos virtuais VMDK – parte 1

Onde trabalho temos alguns servidores de bancos de dados PostgreSQL em diversas máquinas virtuais rodando em um servidor VMWare. Até aí tudo bem, não fosse um detalhe que estava me incomodando. Todos eles usando versões antigas como 8.1 e 8.2, enquanto a versão atual é a 9.3.
Procurei saber e descobri que há versão 9.3 para o Centos 6.5 que é o que estamos usando para os novos servidores e resolvi então unificar os três servidores em um só.

Se você que leu até aqui e pensou “Unificar servidores?? Que buro! dá zero pra ele!” saiba que isso foi pensado e para nossa realidade é uma solução adequada.

Dito isso e com o dilema resolvido, parti para criar uma VM usando o Vagrant.

O Vagrant é uma excelente ferramenta de auxilio a nós DevOps. Com o uso dele podemos criar máquinas que podem ser facilmente compartilhadas entre os membros de uma equipe. Não vou entrar em detalhes de seu uso, apenas informar que utilizei uma Box de Centos 6.5 básica.

Até aqui estava tudo indo muito bem. Configurei a VM toda e instalei os softwares que iria utilizar, incluindo o PostgreSQL 9.3.

Quando fui migrar a base de produção é que começaram alguns problemas. O diretório do PGDATA, que é onde o PostgreSQL armazena os dados das tabelas, estava com mais de 40 GB. Fazer um dumpall e um restore on-the-fly não era uma opção e resolvi extrair o banco inteiro para posteriormente restaurar na VM.

Continue Reading >>

Erro Vagrant init [Box]

Atualizei a versão do Vagrant em meu computador com Windows 7, e me deparei com o seguinte erro:

C:\Users\Marcos Regis\Projetos\XXXX>vagrant init
Vagrant failed to initialize at a very early stage:

The plugins failed to load properly. The error message given is shown below.

undefined method `[]’ for nil:NilClass

Para corrigir este erro de forma simples, vá até a raiz do diretório de seu usuário que no meu caso era

C:\Users\Marcos Regis

Entre no diretório .vagrant.d e remova/renomeie o arquivo plugins.json.

DICA: Se você utiliza o cmd para iniciar o vagrant, basta digitar os comandos abaixo

cd %HOMEPATH%/.vagrant.d
rename plugins.json plugins.json.bak

O erro tem a ver com incompatibilidade do plugin vbguest com a nova versão.

Feito isso o Vagrant já deve voltar a funcionar normalmente.